segunda-feira, dezembro 23, 2013

Só por Hoje... / Just for Today...



Só por Hoje...

E que hoje seja o início da vossa consciência Despertar...
Para o caminho certo da vossa Harmonia...


Seja qual for o momento que vivam, façam-no com Amor, em Verdade e com Luz.
Seja esta quadra pagã que se comemora, seja outro dia qualquer porque não passa de um dia…
Tudo o que se propuserem viver, vivam livremente.
Não deixem rastos perdidos nos momentos, os fios de um tear que depois se enleiam no vosso templo.

A Alma quer a liberdade que lhe é inerente.
A Alma quer o Amor que lhe é vivente.
A Alma quer a Verdade que lhe é residente.
A Alma quer a Luz de onde proveio.
Nesta época sejam tudo isso já que mesmo no meio de tanta dispersão e consumismo, há um mote existente no coletivo que converge os Homens à união e à paz.


Só por hoje abraça-o.
Só por hoje vive-o.
Só por hoje sê-o.
Só por Hoje...
Façam a diferença eternizem o momento não importa a origem da data, mas sim o sentimento amoroso que envolve os corações dos homens...
Só por Hoje...


Amo-vos incondicionalmente em qualquer época.

CMS





Just for today...

And may today be the beginning of your Consciousness awakening
For the true path of your Harmony...

Whatever the moment that you are living, live it with Love, in Truth and Light
May this pagan season be as any other day because it is just a day...

All you intend to live, live it freely.

Do not leave traces lost in moments, the threads of a loom which then tangled up in your temple.

The Soul wants the Freedom which is inherent to.
The Soul wants the Love that is living on it.
The Soul wants the Truth that is resident to it.
The Soul wants the Light whence it came.

In this season be all that cause in the middle of so much dispersion and consumption, there´s a collective mote that converges Men to unity and peace.

Just for today, embrace it.
Just for today, live it.
Just for today, be it.
Just for today...

Make the difference, turn the moment eternal. The date's origin is not important but the loving felling that involves men's hearts is...

Just for today...

I Love you unconditionally in any season.


CMS

quarta-feira, dezembro 11, 2013

Momento de Reflexão » Despertem!


Não queiram a Glória Humana em reverso à Glória da Alma.
Glorifique-se o que é digno da existência humana.

Que se mostre e viva em toda a sua plenitude.

A maior dor que reside em cada um é realmente a da esconder num canto escuro uma parte de vós que só anseia a luz para caminhar…

Não terão vivido já tempo demais a fugir de vós mesmos, do Divino que são?!
Não terão vivido já tempo demais em perseguições e fugas de vós próprios?!

Creio que O Momento chegou!

DESPERTEM!

São tão mais do que isso a que se resumem…
Para caminhar com as sandálias do Mestre não basta calçá-las, têm de as Ser.
Ele estará sempre no meio de vós porque está no centro do interno de cada um. DESPERTEM!

Por Amor

CMS

domingo, dezembro 01, 2013

A Viagem I


Não importa quando chegas, se é tarde ou é cedo, importa o momento em que vens e sabes que só queres ficar. Na viagem que fizeste até aqui tudo valeu a pena, porque chegaste! Sabe que a porta não tem tamanho ou peso, a porta não existe, ela é tão larga à entrada quanto à saída e assim permanece. Na viagem de tempos e contratempos tudo valeu a pena, porque chegaste! Esse é o teu momento e o teu (re)encontro com a vida, contigo. A partir daí nada mais será como foi… Se assim o quiseres e te permitires.

Aqui não há lugar maior ou menor, todos têm o mesmo, o de compromisso consigo de partir na epopeia da sua descoberta, a sua grandiosidade só depende de ti. Aqui não há primeira ou segunda classe porque o veículo é o mesmo – TU. 
Seguimos em conjunto nesta viagem independentemente do momento em que a inicies. 
As tuas dúvidas de ontem serão as certezas que terás no caminho de hoje.

Se tu queres em verdade tu avanças e os teus passos firmes caminham. 
Na viagem muitas vezes te perguntarás onde estás!? 
Na viagem muitas vezes te dirás que estás atrasado, que retrocedeste. Sabe que ninguém retrocede uma vez iniciado o caminho, não te direi que não poderás estagnar pela tua própria escolha, mas sabe ainda que só depende de ti reanimar o veículo. 
A viagem não tem princípio nem fim, é a viagem. Nela, relembro-te, estarei sempre contigo, mas o piloto terás de ser tu. 
Não importa quando chegas, se é tarde ou é cedo, importa o momento. 
Esse é o teu momento, aquele que parecendo chegada, é a partida para uma nova vida dentro e fora de ti. 
Essa viagem de regresso ao princípio de ti mesmo... O que partiu de dentro para fora, do interno para o externo e fez o seu percurso, para agora, de fora voltar para dentro de si e retornar UNO para a Vida.

Não importa o tempo que demora… Importa que chegaste!
Nesta Grande Viagem que é a Vida, renova-a a cada momento.
Não olhes para trás. 
Boa Viagem!

CMS

quarta-feira, novembro 27, 2013

Momento de Reflexão » Força do Amor


Qualquer fonte de sabedoria 
Cai por terra perante a força do amor
E toda a sua energia abrangente
Que consegue de forma inimitável
Chegar ao coração de cada um dos Homens.
Esta energia é a maior sabedoria que existe em qualquer parte.
Tudo o resto afasta-te de ti mesmo 
E prolonga a tua estadia nesse vazio que quase não defines.

Que não haja outro alimento para a tua Alma
Que não seja o Amor!
Isto é tudo o que tu precisas na Terra,
O resto é resto, é névoa mental que se desvanece 
Pelo toque do Amor Maior, Puro.

Com Amor,
CMS

sábado, novembro 16, 2013

Carrossel da Vida



A vida é um carrossel para o qual não compraste bilhete e onde te é dada a liberdade interna para experienciares o que te trouxer, sem limitações ou condições que te proíbam de descobrires o que és. Dão-te tudo, oferecem-te tudo assim, facilmente, como presentes-surpresa e que tantas vezes não queres abrir mas abrem-nos por ti. 

Os pacotes de conceitos e julgamentos promocionais, fáceis e aliciantes estão ao teu lado constantemente, pergunto-te se tu estás ao teu lado…Constantemente!? 
E ainda te colocam na mesa dos dias em que te alimentas, a sopa que te Salva da vida (para a morte) interna. 
Pergunto-te ainda se TU já decidiste qual queres que seja a tua salvação!? 
A minha verdade é só a minha verdade, nada mais. 
Não te peço que me sigas nem tão pouco que me ames, antes, fá-lo por e para TI...
Segue a verdade que descobrirás dentro a cada instante de vida. 
E ama-te acima de todas as coisas.

Jesus disse em tempos – “Amai-vos uns aos outros como eu vos amei” 

Metáfora, que traduz em primeira instância o amor que deves ter por ti mesmo, por todos os outros em ti, que foste ou és, se serás ou não depende de ti. Mas Ama-te...
O maior alimento que poderás dar que seja à tua Alma, contudo não descores nunca o alimento do teu corpo, ele é a casa que habitas. 
E tudo tem de ser cuidado por igual, sem separação. 
Que não separe o Homem o que o Pai uniu em Amor, Verdade e Luz, mas que uniu não pela mão humana, mas outrora pela Sua Mão Divina.

Neste carrossel da vida em tempos desgovernado e inconstante.
Hoje...
Tens a oportunidade de saber qual a velocidade certa para andar...
Hoje! Tens a oportunidade única para mudar, num segundo, todas as existências da tua Alma. 
Hoje! Tens a mão estendida de forma clara e visível, aqui, aí… Ao pé de ti. Esta existência é única e crucial para cada um, Aproveita-a!! 
O carrossel tem a oportunidade de parar na estação da liberdade interna.
O ponto de regresso para a outra vida. 
Onde a tua Alma solta das presas densas do físico pode partir para outro estágio. 
O carrossel não é eterno se tu não quiseres. E estou certa que não queres. Não há bilhetes que paguem a entrada de volta à tua morada.

E isto não é Verdade Absoluta, é apenas a minha, de Amor, Verdade e Luz que trago para cada um, em nome do meu Pai Maior e de todo o seu Amor por cada um dos seus Filhos, Criados à sua Imagem.

Vivam! Sorriam! Amem! Abram os vossos corações ao melhor que têm dentro… Deixem sair o que há tanto anseiam viver… Deixem que caiam as máscaras pesadas e velhas… Já não fazem sentido. Abram-se para vocês mesmos e descubram-se… Aí... Existe VIDA além da VIDA!!

Eu, estarei sempre ao vosso lado! Não temam mais!! 
Com Amor,

CMS

terça-feira, novembro 12, 2013

Momento de Reflexão » Caminho




O caminho não é melhor ou pior, simplesmente é o caminho.
O teu, o do outro, o de outros.
Ele tem tudo, tu só tens de usar o que nele encontras da melhor forma possível. O caminho é feito sozinho, lado a lado contigo, Eu estou.
Pelo meio todos se encontram e desencontram, sem tempo nem espaço porque todos procuram o mesmo dentro de si.
Caminho cheio de nada, mas vazio de tanto…
Ele está aí, aqui, à tua frente e só tu o podes palmear na direcção que quiseres.

Há a tua parte de um papel que só pode ser o principal, deixa de ter papéis secundários nessa (re)apresentação, não disfarces, nem coles mais máscaras de papel no teu espelho.
O caminho não pode ter mais reflexos nem sobre-colagens.
Está na hora de ser feito sobre a verdade do que és, está na hora de ires deixando cair as vestes passadas e deixar que o teu artesão reconstrua pela sua mão a sua obra, não a de outro, outrem outrora velho e cansado, sem rumo.
Tens a tua quota parte de responsabilidade dentro e fora de ti.

O caminho pode ter muitos sentidos, mas só o teu tens de escutar, esse, é o verdadeiro e Acredito nele!
Muitos poderão vir, muitos poderão ir, muitos poderão ficar, mas tu tens de te conquistar!

Olha-o nos olhos, serão os teus que verás.
Sente-o dentro, será a ti que sentirás. Vive-o em tudo, será em ti que viverás. Não há outro… Caminho… A não ser o teu!
No entanto tens a liberdade do arbítrio que te ofusca o discernimento, mas que podes usar a qualquer momento.
Jamais passarás por cima de alguém se seguires os teus passos firmes e sem medo.
Jamais farás o correcto ou incorrecto se seguires os teus passos firmes e sem medo, porque isso, não existe naquele que segue o seu coração, no caminho.

Se o seguires, seguir-me-ás.
Se o ouvires, ouvir-me-ás.
Porque estou onde Tu estás!
Caminha…
Pelos teus passos, os meus não os verás porque estarão lado a lado com os teus.

Caminha e caminharei contigo!

Com Amor,

CMS

sexta-feira, novembro 08, 2013

Fonte de Valor



Cada ser humano nasce em igualdade, nasces e partes igualmente, da mesma forma.
Contigo trazes todo o potencial divino enquanto Alma que és, enquanto partícula que provém do Pai Maior. 

Um dia separaste-te da Fonte e partiste pelos leitos de vários Universos, ao longo desse percurso foste ancorando em vários portos, esquecendo, por onde passaste, a origem e perdendo a ligação à Fonte Maior. Contudo, trazes em ti tudo o que necessitas para regressar. 
O processo não é aparentemente fácil ou aliciante para a mente que tanto tenta encontrar onde se agarrar, agarra-se à matéria, ao fácil e de efeito rápido.
Mas sabe que para lá do que é visível, tens em ti a essência da Vida e do que a sustenta, a Fonte… O Valor, a Alma. 
Todos os dias, essa energia é renovada em cada acordar, em cada novo respirar que amanhece e sempre que te ligas ao Pai, em ti, dás mais um passo no regresso pelas margens outrora secas, das quais deves ir cuidando para que o solo seja sempre fértil. 
Retorna sempre ao teu interno, sempre que tudo aparente desmoronar no externo, regressa, porque aí aguarda-te a maior dádiva que podes agarrar para emergir – o Teu Valor. 
E de Valor que aí existe, existes Tu e Tu és ALMA. 

A Fonte doa-te o maior Valor, a essência da Vida, essa de que quase nem te apercebes...
A tua Fonte de Valor tens de ser tu a criar, o potencial já o tens, tens tudo o que precisas… Disponibiliza-te para o criares dentro de ti, para que em unidade se fundam e VIVAS como Alma, não como tens vivido até aqui, com fatos emocionais mascarados de personalidades. 
A Fonte de Valor és tu, em ti e no mais pequeno gesto, acção que tenhas, cria-o em ti, coloca-o no movimento, dá-lhe expressão e expansão para que se espalhe. 
Quando algo é contido por muito tempo acaba por se desvitalizar, perder a sua essência... 
E isso é morrer, mesmo antes que possa nascer.
Do mesmo modo todos partem, do mesmo modo todos nascem – A sós, consigo.

A Fonte Maior é inesgotável! Não seques a tua fonte interna de valor!

Amo-vos incondicionalmente!

CMS

segunda-feira, novembro 04, 2013

Momento de Reflexão » Sonho...




Sonho…
Mas o que é um sonho!?
Dúvida?! Ilusão!? Emoção!?
Não importa…
Hoje, estás Aqui.
Experimenta viver sem barreiras ou diques que estagnam as tuas águas emocionais.
Permite (te), abrir (te) à vida e deixa fluir…
A vida…
A vida… Outrora sono profundo em que tu mesmo caminhavas,
Hoje pode ser uma realidade dentro de ti, se assim o permitires!
Tu podes transformar a TUA VIDA!
Nas tuas mãos há a força da moldagem.
Tu És mais do que um sonho, dúvida, ilusão ou emoção...
Tu És VIDA.
Tu És Amor.
Tu És um Todo.
Acredita em TI...

Eu acredito!!!

CMS

sexta-feira, novembro 01, 2013

Um Dia Diferente!



Supera-te!
Ousa-te!
Entrega-te!
O que fizeres Hoje faz por inteiro!
E que este Hoje seja cada momento do teu dia!
Não és uma metade de nada, mas uma Unidade do Todo!
E em cada estrada que caminhares,
em cada olhar que cruzares,
em cada gesto que encontrares,
em cada parte de ti que mudares,

Supera-te!
Ousa-te!
Entrega-te!

O teu valor e o valor que crias, que emites de dentro,
puro, silencioso e determinado,
é o que te permite mudar e consequentemente 
ser o espelho para o outro.
Lembra-te, 
o que fizeres Hoje, certifica-te que o fazes por inteiro.

Hoje é um dia diferente!

Faz com que cada dia o seja 
em cada pequeno-grande momento,
em cada palavra dita,
em cada descoberta da vida,
em cada olhar contigo mesmo, medita,
em cada passo que dês, 

ACREDITA!

Supera-te!
Ousa-te!
Entrega-te!...

…A Ti Mesmo!!



Com Amor,

CMS



quinta-feira, outubro 31, 2013

Vida!


Vive...
A vida que passa algures por entre os teus dedos…
Sempre... Mas esse sempre é muito tempo para permanecer (sempre).
Vive...


A vida que está laça numa veste que não se ajusta à medida do teu corpo, esse corpo que é a tua nave nesta bruma onde aterraste.
Vive...


A vida que não dorme enquanto descansas no seu leito.
ACORDA!!!
Acorda aqui enquanto é tempo!
És uma Alma numa experiência humana!
É preciso que a vivas para chegar além (de ti).
ACORDA!!!


Passageiro perdido, quando é que agarras o comando da tua nave!?
Quando é que decides e te manténs firme nessa decisão!?
É preciso determinação para também tu expulsares os vendilhões do teu templo, de um dos Templos do Meu Pai.
Vive...


A Vida que está pronta a ser vivida dentro e fora de ti, com a veste que te seja apropriada, não a de outro.
Alegra-te por esta oportunidade e...
ACORDA!!! 


Pois tens estado adormecido sob um véu de cegueira.
Permite-te limpar com a Fonte da Vida do AMOR.
Permite-te Amar com a Fonte da Vida da VERDADE.
Permite-te ser verdadeiro com a Fonte da Vida da LUZ.
É o que há tanto tempo a tua Alma anseia… Viver!
Vive...


A Vida que te acolhe e renasce em cada manhã, em cada respirar do mundo em uníssono.
Vive...


A Vida é para ser vivida em toda a sua plenitude...
Um dia... Não muito longe... Todos os Homens...
Serão dirigidos por esse Potencial Maior...

DE AMOR, VERDADE e LUZ...
Essa Essência que És...

TU-ALMA...

ACORDA!!!
Permite-te a SER...

VIVE...


De mim, o meu Amor Incondicional a todos vós! 

CMS

quarta-feira, outubro 30, 2013

Momento de Reflexão » Sei que estás aí...


Sei que estás aí...

Sei que estás aí! Sei que me ouves com a tua Alma!
Deixa que o bater do teu coração seja o ritmo da vida!
Que os teus passos firmes sejam leves como uma pena.
A tua presença jamais imposta mas sentida só pelo que é.
Sei que estás aí! Sei que me ouves com a tua Alma!
Estou aí…
Nesse lugar dentro de ti onde te sentas e meditas.
Estou aqui também...
Onde nem sempre me vês ou sentes...
Porque trazes no momento a veste da defesa e do ataque, quando de nenhuma precisas para viver, apenas SER.

Enquanto não sabes como isso é, vai-te desnudando em ti mesmo.
Despe uma e outra veste amarrotada que trazes no peito, despe cada grão de pó que deixaste debaixo do tapete, limpa cada recanto da casa da tua Alma e amacia os teus sentidos.
Sei que estás aí!
Sei que me ouves com a tua Alma!
Deixa que te pegue na mão e te levante porque o tempo de punições terminou.
És muito mais do que um amontoado de roupa suja que deixaste por lavar durante décadas.
Limpa o teu rosto das tempestades de desertos percorridos e avança, comigo!

Sei que estás aí!
Sei que me ouves com a tua Alma!
Vem...
Espera-te a Vida que há tanto anseias viver!

Com Amor,

CMS

segunda-feira, outubro 28, 2013

Momento de Reflexão » Hábitos, Hábitos e Hábitos!


As relações humanas são baseadas em hábitos inabitáveis de um verdadeiro sentimento… de Alma. 
O que se sobrepõe vai do egoísmo da zona de conforto, ao apego sentimental de uma emoção que traduz tudo, menos a essência do que se sente, independentemente do que aconteça.
O estado de relação vai-se mantendo por medos, culpas, frustrações, comodismos, interesses e sem qualquer dúvida por ausência de si mesmo.
O que é o Amor?! 
Esse que tanto se procura… (no outro) e cujo encontro é temporário, não duradouro e tantas vezes irrecuperável. 
O amor não é um vai e vem cuja viagem não tem rumo! Este tem sido o bilhete dos relacionamentos humanos desde sempre, mas não para sempre. Afinal… Nada é para sempre. 
Habituamo-nos ao cheiro do outro, à voz do outro, à presença física do outro, à hora certa que o outro chega, ao sítio onde o outro se senta, come, ou deita… Sabemos que está ali e esquecemo-nos onde estamos. 
E no final, acabamos por amar o hábito do outro e não o que ele é de verdade.
E se termina, continuamos a procurar o mesmo no próximo relacionamento que tivermos.
E cai-se no cansaço que cria, nas cobranças que não tardam… E nos jogos de poder, onde a única recompensa é a derrota interna.
Mas a vida e o amor que podem existir não têm esta forma, têm o toque do pincel da Alma na tua tela já pintada, mas que decidiste tapar algures no teu tempo.
O amor sem rede, o amor sem dor, o amor entre tu e tu, com o outro, de coração aberto e preenchido que não procura no outro o seu preenchimento, mas antes, o doa sem saber do retorno, esse, a Alma já o tem.
O amor que vive o momento de verdade, sem correntes entre o passado e o futuro, o amor presente, o momento, vivido como é.
O Amor livre é aquele que é livre em si e livre com o outro.

Ama-te para poderes amar.

Gostar do outro não é gostar do que ele te possa dar de volta, mas, o que ele é.
Os relacionamentos não são jogos de brincar porque a vida não o é.
Os relacionamentos são encontros de Almas que se permitem viver essa experiência.
Perde o hábito que vestes todos os dias e permite-te ser apenas o que és.

CMS

sexta-feira, outubro 25, 2013

Mudança I



Num dia sem tempo ou num tempo sem dia...
Porque tudo é mutável, tu mudas.
Não te reconheces já, porque não tens as mesmas referências.
Não te encontras no mesmo espaço, porque o tempo mudou.
E o que conta é o teu espaço interno, não onde permaneces fisicamente.
Porque tudo é mutável, tu mudas.
Uma mudança (ou várias) ocorrem sempre no momento certo mesmo que para o teu entendimento na altura seja algo incompreensível ou até negável. 

O grande passo é que seja dado dentro de ti, então à tua volta é inevitável a mudança ocorrer.
Quando tu mudas, muda o teu leito da vida e necessariamente algo de proveitoso te está a ser oferecido.
Muda o sentido da tua corrente interna.
Um rio corre livre ao longo do seu leito até que lhe imponham barreiras que delimitem a sua passagem e o façam perder o rumo.
Há então que voltar a mudar para que o encontre e de novo regresse à Fonte, a sua origem.

Assim és tu!

Assim te encontras e a MUDANÇA chegou, é o momento!
Recebe-a de braços abertos em tua casa, como um convidado especial. 
Abraça-a como se fosse a primeira vez que abraças.
Sente-a como se fosse a primeira vez que sentes.
Deixa-a entrar e sentir-se em casa, porque só te fará avançar ao teu encontro.
Sê grato pelo que te trouxer de presente e doa-lhe os teus passos firmes.
Se estremeceres não faz mal, é sinal que estás no caminho certo.
Só assim se pode derrubar o velho para dar lugar ao novo, as vezes que forem necessárias.

O momento... "É o instante que passa"... Não o deixes passar...

MUDA(TE)

CMS

quinta-feira, outubro 24, 2013

Momento de Reflexão » A Vida que há em ti...


A vida que há em ti...

Não há como te sentires só, alegra o teu coração, Tu És!
A vida... A tua... És tu que tens que a percorrer. 
Não é o outro que te deve dar segurança, não é o outro que te deve dar harmonia, não é o outro que te deve dar alegria, não é o outro que te deve dar amor, não é no outro que deves procurar…
Para descobrires a força em ti...
Porque o que sustentares, edificares no outro, em ti, desmorona um dia. Tudo o que depender do outro para a tua vida, eleva o vazio em ti.
Assim te afastas, assim te afundas, num mar revolto sem volta. E ao teu redor, de todas as frentes, só verás as imagens Criadas pelos olhos que não são os teus.
No outro há a vida partilhada de verdade mas...

É a ti que tens de [Re]conhecer não ao outro.
É a ti que tens de Amar, não ao outro.
É a ti que tens de Abraçar, não ao outro.
É a ti que tens de Cuidar, não ao outro.

Porém se o fizeres, partilharás o melhor de ti...
Sim... Tudo existe em ti.
Alegra o teu coração... Porque Tu és capaz.
Desperta em ti...

CMS

segunda-feira, outubro 21, 2013

Sofrimento… Verdade ou Ilusão...


Sofrimento… Verdade ou Ilusão...

O que traz o sofrimento instantâneo, momentâneo ou prolongado?
São os desejos infortunados a que dás voz e com que te identificas, na mente confusa e dispersa. 
Daí ser tão necessário, a centralidade de ti em ti mesmo, para poderes ter esta consciência, clara e honesta para contigo.
Em virtude do desejo, posse e não cumprimento de uma vontade do ego, o sofrimento ocorre e depara-se contigo mesmo, achando tu que os desígnios do mundo contra ti são o teu desastre humano.

Na verdade, tudo está em ti, depende de ti, és tu que tens tudo o que precisas...
A verdade, a ilusão, o sofrimento...
Será que se precisa viver com tudo isto?
Não!
Precisas ter a capacidade de querer não estar no momento. 
O sofrimento existe, mas será sempre conteúdo ilusório da mente quando teimosamente, prolonga esse momento.
Limpa o teu caminho da cegueira permanente…
Tudo é mutável…

Hoje.

Hoje é um dia diferente.
Arrisca… 
Solta as amarras do que te prende.
É possível viveres sem dor…


CMS

Momento de Reflexão » Sabedoria I


Olha-te... e deixa a sabedoria de lado!

Vive a simplicidade que trazes na Alma, aqui! Ela não tem malas, e as que trouxeste são heranças do passado que nesta vida te propuseste a largar! Por isso, não pares agora!

Não precisas de grandes coisas para mostrar a tua Grandeza!
As virtudes não se demonstram com bens ou cargos. Sabes que não! E sabes também que é o que se é de verdadeiro e puro que permanece!

Olha-te… e deixa essa sabedoria de lado! Sabedoria gera arrogância, egoísmo desmedido ou até falsa humildade.

Tu não precisas de nada disso. Como poderei chegar a ti com a sabedoria, se tens tanta?
Não posso, não quero, porque o verdadeiro sábio é aquele que deixa o outro mostrar a sua sabedoria e aprende com ela. 

Há três coisas essenciais à existência humana – Amor, Verdade e Luz!

O resto… é a deturpação da Essência da Vida.

Contudo, tudo é necessário, só depende de ti, da forma como utilizas as ferramentas e os meios para aqui viveres. Olha-te… e deixa a sabedoria de lado, fecha-te para a auto-descoberta, para esse nobre caminho do meio em que se caminha por entre os dois pólos, aprendendo com os dois, mas não estando em nenhum.

Nesta aprendizagem...

Caminho lado a lado contigo!

CMS

domingo, outubro 20, 2013

Momento de Reflexão » De mim para ti




Nasci… Igual a ti.
Cresci… Como tu.
Caminhei, andei, vi.
Chorei, ri, derrotei, venci.
Amei como tu. 
Sonhei e caí.
Levantei-me e voltei a cair. 
Levantei-me de novo e permaneci...
Porque tudo faz parte de algo maior.
Sou igual a ti. 
Não sou Perfeita porque só o Meu Pai o É.
Caminho lado a lado contigo em igualdade!
Aprendo contigo todos os dias 
e amo-te incondicionalmente.



CMS

sexta-feira, outubro 18, 2013

Momento de Reflexão » Um Devoto


Ser devoto não é ser submisso, nem sequer ser mandado para tudo fazer. Ser devoto não é ser prestável ou ser serviçal para com todos. Ser devoto nem sequer é ser humilde como conhecem a Humildade.
Um devoto é um seguidor do seu Mestre, da sua Fé do seu Caminho. É íntegro com o todo, com o que aprende e pratica, é íntegro consigo.

Para um Devoto não há espaço para revoltas ou clemências sem sentido.
Um Devoto Age como um Devocional, livre dentro de si. Ciente dos seus passos e do que o movimenta, ele está onde é preciso estar.
Um Devoto em verdade tem de o ser primeiro que tudo em si, pois só assim o será do seu Mestre. De outro modo será novamente uma “fachada”, uma falsa entrega, submissa, que mais cedo ou mais tarde gera revolta e afastamento.

Um devoto torna-se leve como uma pluma para seguir os passos do seu Mestre. A disciplina é emergente num devocional que se entrega a si mesmo e não ao externo. Pode aos olhos humanos não ser visível, mas aos olhos do Pai, será. O compromisso é para consigo mesmo, sempre terá de o ser, pois o mestre não precisa de bajulo que o demonstre porque reconhece o que preenche o coração e a Alma do seu devoto.

Um Devoto Supera-se sendo Devocional no seu caminho, ao seu caminho, a si e ao seu Mestre, em Amor, Verdade e em Luz. Quando o sentires de outra forma diferente da que sentes Hoje, saberás do que falo.

Até lá caminha, não percas a determinação no caminho pois perderás, não a determinação pelo teu Mestre, mas por ti Mesmo!
Não te atormentes por ainda não estares lá… Motiva-te para permaneceres no caminho... Chegar é só uma etapa... Importa avançar e tu és capaz de o fazer!

Acredita, Devoto!

CMS

quarta-feira, outubro 02, 2013

Olha-te



Olha-te...
E faz desta tua passagem um marco em toda a tua história. 
A mudança não vem dos que te rodeiam mas de ti mesmo.
Estes podem ser elos, impulsos que te permitem avançar, o resto é teu dever fazê-lo. 

Se olhas e falas do outro com tanto ênfase pelos seus feitos, sejam eles quais forem... Honra-te, respeita-te e permite-te a sentir essa força interna que vive em ti.
Aproveita cada instante! Agradece cada instante! Não (te) desvalorizes o que está aqui, aí, à espera que tu te permitas viver!

Passou tempo demais e sem mais tempo dá-te uma oportunidade.
Não queiras continuar envolto num sono profundo de ilusão que não te permite ver a força de vida que há em ti... 

Ama-te a cada instante!

CMS

sábado, julho 20, 2013

O Sentido - parte I



Tudo tem um sentido (neste Planeta) na vida de cada um.
Mesmo que se pense que não faz sentido tantas coisas que se vivem.
Não obstante todas elas provocadas por nós mesmos.
A pergunta mais frequente é... Nada fiz para isto acontecer!!! Porquê a mim???


De fato a nossa memoria é curta.
Assim o é também a nossa determinação.
Voltando um pouco atrás, tudo na nossa vida tem um sentido.
Nós é que teimosamente tiramos diariamente o sentido à nossa vida, o valor dela.
Quando perdemos tempo em questões com os porquês que a lado algum nos levam.
Podendo aproveitar o momento para que o que é válido nos preencha.
O válido é... E só, o encontro com o teu Eu verdadeiro.


Aquele que vive despojado da linha égoica da vaidade da prepotência e da sapiência vazia que te tem levada à desilusão, ao desamor e cada vez mais à solidão.
É urgente que a paragem seja feita.
O que há a perder?
Porque não aproveitarmos o tempo (o nosso tempo) para darmos a nós mesmos a oportunidade de nos superarmos.
Superar o medo que nos limita de ver a beleza da existência em toda a sua magnitude.


Superar o medo que nos desvia da nossa direcção, da nossa própria vida.
Superar a tendência de vivermos a vida do outro e não a nossa.
E neste vai e vem mental perdemos o nosso rumo

Embrenhamos-nos nas histórias dos porquês..
A limitação e o afastamento de nós mesmos fica presente e a oportunidade de vivermos as nossas próprias experiências perdem-se no percurso.


Como fazer para recuperar?
Nada se recupera, eu penso...
Mas tudo podemos mudar...
Mudar a nossa forma triste sem cor de estarmos na vida.
Olhar sem ser de forma maquinizada vazia para todos e tudo.
Voltarmos para o nosso centro que há tanto tempo abandonámos.
Colocarmos a aceitação que tantas vezes temos para com o outro em nós próprios.


Aceitando que tudo existe porque na individualidade...Eu existo... O eu de cada um...
Com humildade e determinação querer viver em liberdade interna.
Onde tu existes de verdade... O espaço do Divino.
Esse Divino que mesmo que não assumas, Ele existe.


Como existe diariamente a oportunidade de deixar para trás os porquês da revolta da raiva do medo do egoísmo da desarmonia da dependência do alimento alheio do certo e errado e do vitimismo e...

E aproveitar para pensar que...
Já perdemos tanto tempo encostados ao muro das lamentações..
Basta de perder mais tempo com o que não faz sentido.


E dar sentido... Um único sentido à nossa vida...
O sentido da experiência na direcção ao teu centro...


CMS

terça-feira, julho 02, 2013

Momento de Reflexão » Meandros dos Jogos de Poder I




Um jogo sem vencedor nem vencido porque é a ilusão que sai vitoriosa!

Um jogo onde as lutas que travas não te trazem louros mas espinhos!

Um jogo onde o poder é exercido por ti, sobre ti, pelo outro, sobre o outro.

Toda a tua vida foi, é pautada por esses meandros sem sentido final, pois quando lá chegas rapidamente cais no jogo de alguém. O mais impressionante é que sem nos apercebermos somos o alvo e o dardo desse jogo sem fim.
Contrariamente ao que se pensa, um jogo de poder não tem como palco apenas os grandes negócios, o mundo empresarial ou económico-social, mas do mesmo modo a tua vida diária, no teu relacionamento contigo e com o outro.

Diminuir o outro de alguma forma, quase sempre subtil, por um gesto, palavra ou acção reflecte um jogo de poder.
Falar com o outro de forma “dominadora” na mais pequena circunstância do quotidiano, traduz um jogo de poder que esconde o ciúme, a possessividade, superioridade escondida ou o controle de conhecimento sobre o outro.
Pequenas formas diárias que não são associadas ao conceito de “jogo de poder” que mais é aplicado, existem e estão à nossa frente.

Da mesma forma te digo que sempre os viveste, pelos teus pais, familiares, amigos, colegas de trabalho, chefes… e nunca os terás associado entre si, mas assim os reflectes na tua vida, nasceste num jogo de poder simples, tão básico como:
"E assim tudo começa"...
- “De quem gostas mais, do pai ou da mãe?” / “Não fazes ou não vais porque não quero e eu é que mando”.
Subjugar, exercer poder (domínio / controle) sobre alguém que por se achar que é menor (por alguma razão) em relação ao outro se permite e te permite fazê-lo. De facto, se esse alguém te responder da mesma forma e te colocar no lugar, esse jogo acaba, até lá, é perpétuo porque até sabe tão bem e é tão normal.

E vê… Porque é o outro! Mas pergunto – E se fosses tu? Aliás já o foste, talvez o sejas ainda e por certo não é aprazível.
Aqui não existe qualquer respeito pelo outro, não sejas displicente na forma como te tratas e tratas o outro.
Esse jogo é pegajoso, não é saudável à tua Alma. Limpa-o de ti mesmo e inicia-te no Amor, na Verdade e na Luz. Não sejas desleal num jogo de falsidade e mentira para ti mesmo… Não te pertence!

“Vê o que é, vê o que não é e segue em frente”

Observa, observa-te, analisa o teu trato contigo e com o outro, verás que o jogo está lá. As pequenas “lutas” de ter razão e que a sua vontade sobrecarregue as outras… É um jogo de máscaras num teatro sem final feliz porque os papéis apenas se vão invertendo de vez em quando.

Quando olhares o outro e lhe falares seja do que for, fala de dentro de ti, coloca não só a tua voz no sítio correto, mas também a tua Alma. Não te coloques onde não pertences e garantidamente não colocarás o outro.
O outro não é um objecto, uma máquina onde inseres moedas e sai o produto que escolheste. O outro é um ser, uma individualidade, uma alma que vive como tu num corpo físico.

Não faças o que te fizeram, não tragas ao presente o passado amargo, tens a oportunidade de fazer diferente e a diferença em ti e em quem está perto de ti.

Reflecte, Analisa.

Se tudo isto te faz sentido aproveita para deixares as grandes salas de poder mental.

Viver-se como Guionista da vida do outro é perdermos a oportunidade de viver a nossa própria história em Liberdade...

CMS


Momento de Reflexão » Certo Caminha o Homem / The confident walk of Man...




Certo do seu amor, da sua verdade e vontade, caminha o Homem.
Caminha para o incerto, mas não sabe,
Caminha para o sonho e quer continuar,
Caminha na ilusão mas não quer outra realidade.

Certo da sua fé, da sua devoção e caridade, caminha o Homem,
Caminha na ignorância e não quer outro conhecimento,
Caminha na vergonha de ser crente, mas mata em nome de Deus,
Caminha na falsidade de ações, onde as puras são rejeitadas.

Certo de si, da sua integridade e moralidade caminha o Homem,
Caminha fora de si, mas tem-se como Uno
Caminha em passos firmes, mas uma brisa pode derrubá-lo,
Caminha para melhor mas julga-se e julga sem moral alguma.

Certo da sua liberdade e solidão caminha o Homem,
Caminha livre do físico, mas acorrentado na Alma,
Caminha livre nas ações, mas limitado nos pequenos gestos.
Caminha comigo, contigo, com tantos, mas tão só...
Caminhe em alegrias ou tristezas, está sempre só… Consigo.

Certo esteja o Homem que tudo existe e nada existe.
Certo esteja o Homem que a sua vida pode ser UMA VERDADE… A sua Verdade!
Certo esteja o Homem que jamais estará SÓ onde quer que esteja!
Certo esteja o Homem do AMOR que o PAI MAIOR tem por cada um.
As restantes certezas… desvanecem-se ao descobri-lo dentro de si.

CMS



Certain of his love, his truth and will walks Man.
Certain of himself, of his integrity and morality walks Man.
Certain of his freedom and solitude walks Man.

Walks outside of himself, but sees himself as ONE, Walks free physically, but his soul is in chains,
Walks to the uncertain, but he doesn’t know,
Walks to the dream and wants to go on,
Walks in illusion but doesn’t want another reality. 

Certain of his faith, of his devotion and charity walks Man.
Walks in ignorance, but doesn’t want another knowledge,
Walks in the shame of being a believer, but kills in the name of God,
Walks in the untruthfulness of his actions, where the pure ones are rejected. 

Walks in steady steps, but a breeze can knock him down,
Walks for the better, but judges himself and others without moral. 
Walks free in his actions, but limited in small gestures,
Walks with me, with you, with so many, but so alone,
Weather he walks in joy or in sadness, he is always alone… with himself.

Certain be the Man that all exists and nothing exists.
Certain be the Man that his life maybe A TRUTH… his Truth!
Certain be the Man that he will never be ALONE wherever he is!
Certain be the Man of the LOVE our FATHER IN HEAVEN has for each of us.
The remaining certainties… Disappear when he discovers himself inside.

CMS

sexta-feira, junho 07, 2013

Momento de Reflexão » Sofrimento




No sofrimento não existe nada… A não ser a vergonha de o sentir, mas é algo quase escondido. O ser acredita tanto no sofrimento que o não senti-lo é embaraçoso… 

A vida sem sofrimento parece não ter cor para o sofredor, mas o lamento de o ter, torna-a cinzenta. Não há qualquer cor ali, nem sequer branco ou o preto…É cinzento.

A energia que sustenta o sofrimento é corrosiva pelo desgaste que emana, provoca e perpetua. De nada tem essa energia que seja semeador, o único fruto que aí é produzido é o próprio sofrimento, aqui se perpetua apenas com mais sofrimento.

A dor é mental. O sofrimento é emocional.

Quantas vezes mesmo sem dor, se sofre?! Quantas vezes mesmo sem qualquer ferimento ou escara se sofre?! A energia emocional é geradora de ilusão e essa ilusão/sonho cria imagens mentais, por consequência, que são intemporais e fixas no interno de cada HOMEM.
Sem uma Mão Divina o HOMEM jamais sairia desse estado emocional em que se padece, onde o queixume é quase inato como uma raiz que nasce pelo cordão umbilical aquando da gestação do feto.

Isto porque são gerações e gerações, milhares e milhares de plantações dessa raiz que só frutifica um mesmo padrão de alimento – SOFRIMENTO.

Sofre-se porque se tem,
sofre-se porque não se tem,
sofre-se porque se faz (se corre mal),
sofre-se porque não se faz (quando se vê que ao outro correu bem),
sofre-se pela dor do outro seja visível ou não,
sofre-se pela sua dor e não-dor para que o outro tenha atenção sobre si.
Sofre-se porque tudo lhe acontece, e porque nada lhe acontece (só ao outro),
Mas não se pára para pensar que tudo tem um ensinamento, que tudo tem uma razão e um sentido e que o maior causador do seu estado é ele mesmo… O que Sofre.

Assim é em tudo na vida humana, assim caminha o HOMEM há milénios.
Assim tem sido, mas tudo pode mudar...

CMS

terça-feira, junho 04, 2013

Momento de Reflexão » Onde Me Encontro



Onde tu fores eu irei 
Onde tu estiveres eu estarei,
Porque dentro de ti é onde Me encontro.

Onde sorrires, sorrirei contigo,
Quem abraçares, abraçá-lo-ei,
Porque dentro de ti é onde Me encontro.

Onde falares em meu nome, falarei contigo,
Quem te injuriar de Mim falará,
Porque dentro de ti é onde Me encontro.

Que não te perturbe ou amedronte como o outro te vê
Que não caias aos pés das pobres mentes doentes
Que não te rendas à evidência do ilusório e perene,
Pois que de pouco pão sagrado vive o Homem nesta Terra
Mas antes do pão fortuito e fácil se alimenta.

Pois dento de ti é onde Me encontro
E aí ninguém te pode tocar,
não deixes porém que tu mesmo te desmorones.

Onde caminhares, caminharei contigo,
Onde levares o Amor que até Mim te trouxe, é certo Irei contigo,
Pois dentro de ti é onde Me encontro.

Muito pouco te é pedido, além de Acreditares… Em ti,
Pois aí… Estaremos Juntos em Unidade!

CMS

terça-feira, maio 28, 2013

Momento de Reflexão » A Verdade da Tua Essência



A Verdade da Tua Essência


Transparece quando te encontras, aí devolve-te o brilho de um reflexo que já não o é.

Quando isolas todos os sons, ruídos, à tua volta e te focalizas numa só direcção – Ao teu encontro – Nada te poderá demover em nenhum momento.


Que a determinação seja o teu movimento!

Que a disciplina seja o teu repouso!

O Amor a tua imunidade!

A Verdade da Tua Essência, transparece quando te encontras, aí saberás que chegaste, compreenderás a razão de tudo.

Quando chegares, saberás que Estou lá… À tua Espera!

Quando chegares, saberás que tudo valeu a pena!

Não há caminhos melhores ou piores, há desvios.

Quando chegares, saberás que foi o necessário, e nada mais importa porque Chegaste!!

Até lá… Quando olhares para ti olha com a Verdade do que hoje és, não com a Mentira do que ontem foste.

Com Amor,

CMS