domingo, dezembro 01, 2013

A Viagem I


Não importa quando chegas, se é tarde ou é cedo, importa o momento em que vens e sabes que só queres ficar. Na viagem que fizeste até aqui tudo valeu a pena, porque chegaste! Sabe que a porta não tem tamanho ou peso, a porta não existe, ela é tão larga à entrada quanto à saída e assim permanece. Na viagem de tempos e contratempos tudo valeu a pena, porque chegaste! Esse é o teu momento e o teu (re)encontro com a vida, contigo. A partir daí nada mais será como foi… Se assim o quiseres e te permitires.

Aqui não há lugar maior ou menor, todos têm o mesmo, o de compromisso consigo de partir na epopeia da sua descoberta, a sua grandiosidade só depende de ti. Aqui não há primeira ou segunda classe porque o veículo é o mesmo – TU. 
Seguimos em conjunto nesta viagem independentemente do momento em que a inicies. 
As tuas dúvidas de ontem serão as certezas que terás no caminho de hoje.

Se tu queres em verdade tu avanças e os teus passos firmes caminham. 
Na viagem muitas vezes te perguntarás onde estás!? 
Na viagem muitas vezes te dirás que estás atrasado, que retrocedeste. Sabe que ninguém retrocede uma vez iniciado o caminho, não te direi que não poderás estagnar pela tua própria escolha, mas sabe ainda que só depende de ti reanimar o veículo. 
A viagem não tem princípio nem fim, é a viagem. Nela, relembro-te, estarei sempre contigo, mas o piloto terás de ser tu. 
Não importa quando chegas, se é tarde ou é cedo, importa o momento. 
Esse é o teu momento, aquele que parecendo chegada, é a partida para uma nova vida dentro e fora de ti. 
Essa viagem de regresso ao princípio de ti mesmo... O que partiu de dentro para fora, do interno para o externo e fez o seu percurso, para agora, de fora voltar para dentro de si e retornar UNO para a Vida.

Não importa o tempo que demora… Importa que chegaste!
Nesta Grande Viagem que é a Vida, renova-a a cada momento.
Não olhes para trás. 
Boa Viagem!

CMS

Sem comentários: