terça-feira, fevereiro 14, 2012

O Amor

O Amor

Tudo se desvanece,
o quê, o porquê...
Mas algo fica sempre plasmado no nosso Ser.
O Som sem som das palavras proferidas.
O olhar sem fim da imagem que não vemos...
Sim, algo fica para sempre plasmado no nosso Ser.
Algo que não se define,
não se toca, não se ouve, não se vê,
apenas se sente.
Um envolvimento que nos abraça e eleva,
que nos cega e ensurdece,
que nos silencia...
Para logo depois podermos gritar...
Gritar as palavras não ouvidas,
gritar as palavras não lidas,
gritar sempre e só as
PALAVRAS SENTIDAS,
Gravadas para sempre no meu Ser.

Um Devoto

Sem comentários: